Os Andes oferecem, desde a época dos Incas, bonitos caminhos que se desenvolvem entre vulcões, selvas, planícies, altiplanos e mais. Hoje é possível percorrer estas velhas rotas e também traçar novos caminhos pouco explorados que guardam em cada trecho uma surpresa.


Trekking del Cóndor.- Partindo da Reserva Ecológica Antisana, é possível ver durante o trajeto diversos níveis climáticos, lagoas, áreas desérticas, montanhas nevadas e mais. Um esforço no qual cada passo vale a pena. Perto de Quito. Dificuldade: alta. Época recomendada: de junho a setembro.


Camino del Inca.- Também chamado Qhapaq Ñan, este trecho, um dos mais populares do Equador, vai da laguna Culebrillas, situada a quase 4 mil msnm, até as muito bem conservadas ruínas Incas de Ingapirca, no sul do país. Dificuldade: média - alta. Época: abril-dezembro.


Cochasquí - Mojanda.- A rota inicia no Parque Arqueológico Cochasquí, onde se encontram as ruínas de um antigo observatório astronômico précolombiano, e avança para o norte até chegar às lindas lagoas de Mojanda. Dificuldade: média. Época: todo o ano.

DICAS: Na Costa do Equador você também pode se envolver em trekking. Sites recomendados incluem Cerro Blanco, Dos Mangas, Mangrove Churute (Naranjal, Província de Guayas).

Share this post

Submit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn